Dissertação

Análise de desvios de custos em empreitadas públicas EVALUATED

A presente dissertação tem como principal objetivo analisar os desvios de custo incorridos em obras públicas em Portugal. Por forma a estudar o panorama nacional, procedeu-se à recolha de dados sobre 2690 empreitadas de obras públicas concluídas, analisadas pelo Tribunal de Contas através da realização de Relatórios de Auditoria. Foi assim possível compilar uma base de dados que, após ser devidamente analisada, permitiu tirar conclusões sobre os desvios de custo médio ao longo do tempo, por região, por dimensão da obra, por setor, por entidade adjudicante e por tipo de obra. Da amostra estudada, 48% das obras públicas apresentam alterações nos trabalhos, que podem ser trabalhos a mais e erros e omissões e/ou trabalhos a menos. O desvio de custo médio global do presente estudo é de 0,12% (caso analisássemos apenas as empreitadas com alterações, o desvio médio global seria de 0,25%), conclui-se assim que no caso nacional o desvio médio é muito inferior ao desvio que resulta da análise dos artigos internacionais. Do trabalho efetuado, pode inferir-se que quanto maior a dimensão do projeto maiores os desvios médios, que as tipologias que apresentam desvios de custo médio mais elevado são, construção e reabilitação de edifícios, obras hidráulicas e em vias de comunicação e que, a ocorrência de alterações nas empreitadas tem vindo a diminuir ao longo do tempo (2007-2016).
Obras Públicas, Desvios de Custo, Tribunal de Contas, Relatório de Auditoria

Novembro 15, 2018, 9:0

Publicação

Obra sujeita a Direitos de Autor

Orientação

ORIENTADOR

Carlos Paulo Novais Oliveira da Silva Cruz

Departamento de Engenharia Civil, Arquitectura e Georrecursos (DECivil)

Professor Auxiliar