Dissertação

Soluções Estruturais e Resistência Sísmica de Pilares Circulares com Encamisamento Metálico. Aplicação a Estruturas de Pontes EVALUATED

Os sismos são catástrofes que podem provocar significativos danos materiais, económicos e humanos. Pontes e viadutos são obras de arte importantes que se devem manter em funcionamento em segurança após a ocorrência de um sismo, devendo acomodar deformações através da exploração da ductilidade. As zonas mais solicitadas são a extremidade dos pilares onde, não existindo sistemas de isolamento sísmico e dissipador de energia, ocorre a formação de rótulas plásticas. Em determinadas situações, os pilares podem necessitar de intervenções de reabilitação ou reforço de forma a repor ou aumentar a sua resistência à ação sísmica. No presente trabalho apresentam-se as vantagens e inconvenientes da utilização de pilares de secção tubular preenchida com betão (CFST) face à ação sísmica e, através de regulamentação e recomendações existentes, é desenvolvida e implementada uma metodologia para considerar o comportamento não linear da rótula plástica no comportamento sísmico de pilares de pontes. Para uma a secção original e reforçada determinou-se o diagrama de interação M-N e, para um esforço axial constante, determinou-se a relação momento-curvatura. A partir do comprimento de rótula plástica determinou-se a relação momento-rotação para reproduzir o comportamento não linear de uma mola de rotação na base do pilar. Seguidamente, aplicaram-se histórias de acelerações à estrutura, calibrados com base no seu valor máximo de aceleração, determinado a partir de um dado o coeficiente de comportamento. Após a análise, em regime linear e não linear, apresenta-se uma relação entre os resultados obtidos, verificando as exigências de ductilidade e a correta atribuição do coeficiente de comportamento.
CFST, viaduto, rótula plástica, ductilidade, ação sísmica, reforço estrutural

Dezembro 4, 2019, 10:0

Publicação

Obra sujeita a Direitos de Autor

Orientação

ORIENTADOR

Francisco Batista Esteves Virtuoso

Departamento de Engenharia Civil, Arquitectura e Georrecursos (DECivil)

Professor Associado