Dissertação

Técnicas construtivas para a protecção de casas aos fogos florestais EVALUATED

Em Portugal, principalmente nos últimos anos, os incêndios têm manifestado um elevado impacto nas áreas florestais essencialmente devido às alterações climatéricas, à forte combustibilidade das árvores, etc. Os incêndios causam anomalias ou a destruição total de habitações, por ação do vento e pela excessiva proximidade dos espaços urbanos. A proteção não só dos seus residentes, mas também das próprias estruturas, é um desafio que carece de investigação mais aprofundada. Na presente dissertação pretende-se analisar as características gerais das casas que foram afetadas pelos grandes incêndios de 2017 (Pedrógão Grande e 15 de Outubro), bem como as causas de ignição, a fim de propor soluções focadas na resistência dos materiais, que consistam na prevenção de futuras ocorrências. Sendo espaços rurais onde as casas são maioritariamente construídas com materiais antigos, compreende-se que as suas capacidades são muito limitadas. Com este estudo é possível implementar novas técnicas de construção com o principal intuito de proteger as casas já existentes que se insiram nas zonas de elevado risco de incêndio florestal do país. Neste sentido, serão propostas soluções para a cobertura e vãos, por serem os elementos mais afetados. A construção de raiz também é tema desta problemática por compreender materiais e técnicas mais recentes que estabelecem a preservação das estruturas por mais tempo. Neste tópico são estudadas técnicas construtivas para as paredes exteriores, cobertura e vãos, zonas de fronteira entre o exterior e o interior. Por fim, é analisada a situação de aldeias isoladas rodeadas de vegetação, para proteger os habitantes.
Incêndios florestais, Técnicas construtivas, Prevenção de incêndios, Proteção de casas, Aldeias isoladas.

Abril 15, 2019, 9:0

Publicação

Obra sujeita a Direitos de Autor

Orientação

ORIENTADOR

Fernando António Baptista Branco

Departamento de Engenharia Civil, Arquitectura e Georrecursos (DECivil)

Professor Catedrático