Dissertação

Carbon Footprint of Common Quay Structures EVALUATED

A Avaliação do Ciclo de Vida (ACV) é uma ferramenta que pode ser usada para analisar a pegada ambiental de produtos ao longo da sua vida. Nesta tese, foi estimada a pegada de carbono, com o método da ACV, dos vários tipos de estruturas de cais de acostagem, que são usados tipicamente em portos marítimos para terminais de contentores. Só as etapas do ciclo de vida de produção, transporte e construção foram consideradas. Os tipos de cais de acostagem que foram considerados, foram caixões de betão, cortinas de estacas-pranchas e tabuleiro do cais fundado em estacas. Foi concluído que os cortinas de estacas-pranchas têm a pegada de carbono mais baixa e que os caixões de betão os tabuleiros do cais fundado em estacas têm a mais alta. Para todos os tipos de muros de cais, a etapa de produção de materiais contribuiu entre 83 % a 88 % para a pegada de carbono. Isso foi atribuído à alta pegada de carbono do aço e do cimento Portland. A análise de sensibilidade mostrou que quando o conteúdo reciclado do aço é aumentado para cerca de 85 %, e substituindo 65 % do cimento Portland por escória de alto-forno, a pegada carbónica total reduzida entre 26 % a 40 %. Para estudos futuros é recomendado investigar a contribuição da etapa de ciclo de vida de construção com mais pormenor para determinar esta contribuição para a pegada de carbono com maior precisão. Seria interessante incluir cenários de reciclagem para aço em estudos futuros.
Avaliação do Ciclo de Vida (ACV), Estruturas de Cais de Acostagem, Pegada de carbono, Geotécnica, Construção, Obras Portuárias

Outubro 19, 2020, 15:0

Documentos da dissertação ainda não disponíveis publicamente

Orientação

ORIENTADOR

Peter John Bourne-Webb

Departamento de Engenharia Civil, Arquitectura e Georrecursos (DECivil)

Assistant Professor

ORIENTADOR

Manuel Guilherme Caras Altas Duarte Pinheiro

Departamento de Engenharia Civil, Arquitectura e Georrecursos (DECivil)

Assistant Professor