Dissertação

Análise da sinistralidade rodoviária num concelho de pequena dimensão: o caso de Ponte de Sor EVALUATED

Comparando com países como Espanha, França e Áustria, considerados de referência na Estratégia Nacional de Segurança Rodoviária, Portugal continua com o pior desempenho no que respeita à sinistralidade dentro das localidades, registando mais de 70% de acidentes nessas circunstâncias. Deste modo, é urgente a criação dum quadro de atuação que inclua o desenvolvimento de ferramentas simples que permitam uma avaliação efetiva da informação de sinistralidade num formato acessível que promova uma redução eficiente dos acidentes dentro das localidades. Um dos propósitos do presente trabalho, passou pela associação de informação proveniente de duas bases de dados de acidentes (facultadas por duas entidades responsáveis distintas) a um Sistema de Informação Geográfica, por forma a efetuar o mapeamento direto das ocorrências sobre a rede viária do concelho de Ponte de Sor e assim conhecer, de forma mais rápida e intuitiva, a localização exata das zonas da rede urbana com maior registo de ocorrências, permitindo estudar detalhadamente as características desses locais e sugerir medidas de intervenção de baixo custo com vista à melhoria das condições de segurança de circulação. Relativamente aos casos analisados, o custo de um simples ferido ligeiro, avaliado nas condições da melhor abordagem para a matéria, será cerca de 7 vezes maior que a estimativa para as intervenções nos locais de acumulação de modo a conseguir a mitigação de ocorrências. Isto demonstra a necessidade de prosseguir na direção suportada por esta dissertação.
Sinistralidade rodoviária, sistemas de informação geográfica, zonas de maior incidência de sinistros, medidas de baixo custo.

Junho 18, 2018, 9:0

Publicação

Obra sujeita a Direitos de Autor

Orientação

ORIENTADOR

Luís Guilherme De Picado Santos

Departamento de Engenharia Civil, Arquitectura e Georrecursos (DECivil)

Professor Catedrático