Dissertação

High sensitivity MR sensors incorporated in silicon needles for magnetic neuronal response detection EVALUATED

O trabalho efectuado nesta tese foca-se na medição de campos magnéticos originados no cérebro. Compreender como o cérebro funciona é ainda um desafio para os neurocientistas por isso é importante desenvolver uma ferramenta capaz de detectar campos magnéticos pequenos na ordem do picoTesla gerados no cérebro. Um equipamento de medida do potencial de campo local (LFP) localizado no Instituto de Medicina Molecular (IMM) foi usado para desenvolver experiências com dispositivos planares ou agulhas com sensores magnetoresisitivos (MR) funcionando como elemento de medida. Nas experiências foram usadas fatias de cérebro de rato para medir o campo magnético criado pela actividade neuronal. Esta tese descreve todos os passos desenvolvidos para a fabrico e optimização de uma ferramenta experimental em neurociências. Os sensores MR (válvulas de spin e junções de efeito de túnel) são usados como ferramenta que permite medir sinais magnéticos pequenos em experiências in vivo ou in vitro à temperatura ambiente. Foram fabricados diferentes sensores para conseguir elevadas detectividades e um baixo nível de ruído. Os melhores sensores com maior sensibilidade e uma componente do ruído 1/f reduzida são capazes de atingir detectividades abaixo de 1 nT a 30 Hz e centenas de pT a 1 kHz.
Neurociência, Hipocampo, Actividade neuronal, Campo magnético, Sensores Magnetoresistivos, Microfabricação

Dezembro 5, 2014, 9:30

Publicação

Obra sujeita a Direitos de Autor

Orientação

CO-ORIENTADOR

Ana Maria Ferreira de Sousa Sebastião

Universidade de Lisboa - Faculdade de Medicina

Professora Doutora

ORIENTADOR

Susana Isabel Pinheiro Cardoso de Freitas

Departamento de Física (DF)

Professor Associado Convidado