Dissertação

Construção de probabilidades subjetivas para riscos de segurança e saúde no trabalho com base na abordagem MACBETH EVALUATED

Este trabalho desenvolve um sistema de suporte para a ERSO da ARSLVT avaliar a probabilidade de ocorrência de riscos de segurança e saúde no trabalho, e que pode ser transponível para outros casos de avaliação de riscos com matrizes de risco. Este sistema foi construído a partir do desenho e aplicação de um processo sociotécnico para construir probabilidades subjetivas de um conjunto representativo de riscos com base em julgamentos qualitativos e na abordagem MACBETH, e da criação de um sistema de regras para definir probabilidades de riscos no âmbito da construção de matrizes de risco. Do ponto de vista técnico, a construção da escala de probabilidades subjetivas envolveu um levantamento sobre frequências de acidentes de SST e sobre o histórico de riscos na ARSLVT, assim como a definição de um novo protocolo que adapta o uso da abordagem MACBETH para a construção de probabilidades subjetivas com base em julgamentos qualitativos. Do ponto de vista social, a modelação de probabilidades foi desenvolvida em conferências de decisão com a ERSO. O sistema criado permite apoiar a ARSLVT na avaliação da probabilidade de riscos ocupacionais, será adotado no âmbito de uma matriz de valoração de riscos para a avaliação e mitigação de riscos de segurança e saúde no trabalho. A metodologia proposta contribui de forma original para a literatura de probabilidade subjetiva ao explorar a abordagem MACBETH na quantificação de probabilidades subjetivas com base em julgamentos qualitativos.
Probabilidade Subjetiva, Gestão de Risco, Segurança e Saúde no Trabalho, Matriz de Risco, MACBETH

Dezembro 12, 2014, 17:0

Publicação

Obra sujeita a Direitos de Autor

Orientação

CO-ORIENTADOR

Maria de Fátima Reis

Faculdade de Medicina, da Universidade de Lisboa

Professora

ORIENTADOR

Mónica Duarte Correia de Oliveira

Departamento de Engenharia e Gestão (DEG)

Professor Associado