Dissertação

Comprehensive Study of the Stability of Genomic Imprinting During Mouse iPSC Reprogrammind EVALUATED

As células estaminais pluripotentes induzidas (iPSCs) estão sujeitas a erros provenientes das alterações epigenéticas significantes aquando da sua reprogramação. O imprinting parental, um fenómeno epigenético que resulta na expressão monoalélica definida pela metilação diferencial dos dois alelos parentais, encontra-se frequentemente afectado em iPSCs. Esta alteração compromete a pluripotência destas células. No entanto, até hoje, nenhum estudo avaliou sistematicamente a manutenção do imprinting parental durante o processo de reprogramação. Neste projecto, usamos um sistema de reprogramação que nos permite avaliar a evolução da metilação dos dois alelos parentais, baseado na presença de polimorfismos ao nível do DNA. Três loci de diagnóstico foram avaliados durante a reprogramação, na presença e na ausência de Ácido Ascórbico (AA), implicado na protecção do imprinting. No locus Peg3 não foram detectadas alterações no imprint na presença de AA. Já no caso do Igf2-H19, a instabilidade inicial não afectou o estabelecimento correcto do imprinting no final da reprogramação. No caso da região Dlk1-Dio3, só os estadios intermédios puderam ser avaliados e revelaram erros de imprinting causados por hipermetilação, em linha com resultados anteriormente publicados. Estes resultados preliminares indicam que erros de imprinting ocorrem durante a reprogramação, com variações de locus para locus. Futuros estudos serão necessários para avaliar o imprinting parental e entender o panorama geral destes erros durante a reprogramação. Tal informação é fulcral para o desenvolvimento de novos protocolos que tenham como objectivo salvaguardar a preservação dos imprints, de forma a melhorar a qualidade e segurança das iPSCs nas suas mais diversas aplicações.
iPSCs, Imprinting Genómico, Reprogramaçãode Células, Peg3, Igf2-H19, Dlk1-Dio3

Novembro 22, 2016, 11:0

Publicação

Obra sujeita a Direitos de Autor

Orientação

ORIENTADOR

Simão José Teixeira da Rocha

Instituto de Medicina Molecular – Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa

Doutor

ORIENTADOR

Tiago Paulo Gonçalves Fernandes

Departamento de Bioengenharia (DBE)

Colaborador Não Remunerado Docente