Dissertação

Alginate-based Films for Investigative Delivery of Flavonoids EVALUATED

O objetivo deste trabalho foi desenvolver filmes de alginato para a libertação controlada de flavonoides, mimetizando propriedades farmacocinéticas destes compostos em humanos, para (1) libertação investigativa e (2) aplicações terapêuticas, especialmente para aumentar a eficácia anticancerígena na pele. O sistema proposto consiste em filmes secos de alginato, onde flavonoides são encapsulados antes da sua aplicação. Foram realizados vários estudos para desenvolver e caracterizar este sistema, desde a fabricação de diferentes filmes à investigação da libertação de epicatequina em condições diversas. A farmacocinética de EGCG em humanos foi caracterizada com modelos compartimentais, revelando uma taxa de absorção de 1.10±0.70 h-1 e uma taxa de eliminação de 0.28±0.12 h-1. Os filmes foram preparados por evaporação de solvente, onde aditivos como glicerol e quitosano aumentaram a sua flexibilidade e hidrofobicidade, respetivamente. Iões de cobre interagem com EGCG, mas não os de cálcio, bário ou zinco que foram usados para gelificar alginato na encapsulação de flavonoides. Foi possível encapsular epicatequina nos filmes de alginato, mas não EGCG, sendo que filmes com glicerol poderão aumentar a eficiência de encapsulação. A libertação de epicatequina dos filmes depende do ião reticulante e da espessura do filme, o modelo de Weibull sugere que a difusão é o mecanismo predominante. Estudos de libertação com células de Franz revelaram que a cinética de libertação de epicatequina aproxima-se da absorção de EGCG em humanos, mostrando potencial para estudos de libertação investigativa. Os filmes de alginato de cálcio libertam epicatequina em pele, atingindo concentrações terapeuticamente relevantes de epicatequina que retém capacidade antioxidante.
Alginato, Flavonoides, Libertação controlada, Libertação investigativa, Pele

Novembro 25, 2019, 10:0

Publicação

Obra sujeita a Direitos de Autor

Orientação

ORIENTADOR

Ricardo José Lucas Lagoa

Escola Superior de Tecnologia e Gestão – Instituto Politécnico de Leiria

Professor Adjunto

ORIENTADOR

Frederico Castelo Alves Ferreira

Departamento de Bioengenharia (DBE)

Professor Auxiliar