Dissertação

Libertação controlada de fármacos a partir de lentes de contacto comerciais: efeito das condições hidrodinâmicas EVALUATED

A libertação controlada de fármacos a partir de lentes de contacto apresenta-se como uma alternativa à administração tópica de fármacos. O principal objetivo deste trabalho foi estudar a forma como as condições hidrodinâmicas influenciam os perfis de libertação dos fármacos de levofloxacina e clorohexidina a partir de dois tipos de lentes de contacto comerciais: as SofLens que são lentes convencionais de hidrogel à base de hidroxietilmetilacrilato (HEMA) e nas lentes PureVision, que são essencialmente constituídas por silicone. Assim, as lentes de contacto carregadas com fármaco foram analisadas em condições estáticas e condições dinâmicas, utilizando uma célula microfluidica, permitindo concluir sobre os seus perfis de libertação farmacológica através da recolha periódica e análise das soluções recolhidas. As lentes foram caracterizadas pela medição do intumescimento, da transmitância e molhabilidade. Os resultados obtidos permitiram concluir que o material constituinte das lentes de contacto exerce influência na afinidade destas com a água e com os fármacos. Nomeadamente com as Soflens a apresentarem uma maior capacidade de intumescimento e a apresentarem uma maior capacidade de absorção de Levofloxacina, por sua vez, as PureVision apresentam uma maior afinidade com a clorohexidina. Quando as condições hidrodinâmicas se aproximam das condições reais do olho, os perfis de libertação apresentam duas características comuns para ambas as lentes de contacto, nomeadamente um aumento do tempo de libertação e um aumento na capacidade de libertação dos fármacos. Além disso, o carregamento das lentes de contacto com estes fármacos não influencia os seus valores da transmitância nem da molhabilidade.
lentes de contacto, levofloxacina, clorohexidina, libertação de fármacos, condições de libertação, condições hidrodinâmicas

Dezembro 5, 2017, 15:30

Publicação

Obra sujeita a Direitos de Autor

Orientação

ORIENTADOR

Benilde de Jesus Vieira Saramago

Departamento de Engenharia Química (DEQ)

Professor Associado

ORIENTADOR

Ana Paula Valagão Amadeu do Serro

Departamento de Engenharia Química (DEQ)

Prof Auxiliar Convidado