Dissertação

Real-time pulse rate variability via remote photoplethysmography APPROVED

A medicina remota é um tópico emergente e importante com o potencial de melhorar a saúde de uma pessoa apenas à distância de uma teleconsulta. Neste trabalho, é proposto um novo algoritmo para extrair a variabilidade do ritmo do pulso a partir de fotopletismografia remota em tempo real, a partir do vídeo de webcam da cara de um paciente. Tsta-se o algoritmo na base de dados da UBFC. O erro médio entre os parâmetros extraaídos a partir do sinal da webcam e do sinal do dedo são os seguintes: 20,46 ms para a SDNN, 39,21 ms para a RMSSD, 16,89% para a %LF (nu) and 1,09 para o LF/HF. Embora estes números demonstrem que o método proposta não será capaz de produzir diagnósticos finos, sugerimos que vídeos de webcam são uma fonte de data biomédica promissora, com potencial para conseguir classificar pacientes e níveis de doença. Para além disso, também validamos o algoritmo em tempo real com uma experiência em que tanto o sinal fotopletismográfico do dedo como o sinal remoto da cara são obtidos ao mesmo tempo, de um sensor bluetooth e de uma webcam de um computador, respetivamente, e no qual se pode ver concordância entre sensores. Como o sistema nervoso autónomo desempenha um papel na regulação do ritmo cardíaco, um algoritmo remoto, que trabalha em tempo-real pode ser de interesse tanto para a telepsicologia, como para a telepsiquiatria.
Vídeo facial, Fotopletismografia remota, Ritmo cardíaco, Variabilidade do ritmo cardíaco, Variabilidade do ritmo do pulso.
Documentos da dissertação ainda não disponíveis publicamente

Orientação

ORIENTADOR

João Miguel Raposo Sanches

Departamento de Bioengenharia (DBE)

Professor Associado

ORIENTADOR

Miguel Constante

Hospital Beatriz Ângelo

Doutor