Dissertação

Molecular Stimulation of MSCs for Improved Cell Retention and Functional Responses EVALUATED

A Doença Isquémica do Coração é caracterizada pelo fornecimento insuficiente de sangue ao miocárdio, dadas as suas necessidades, sendo uma das principais causas de morte em países desenvolvidos. A obstrução das artérias coronárias leva ao enfarte do miocárdio, com a subsequente morte de cardiomiócitos. O tecido do coração humano não se regenera espontaneamente, e a terapia actualmente utilizada, é o transplante cardíaco. Deste modo, a medicina regenerativa apresenta-se como uma alternativa bastante promissora ao tratamento do enfarte do miocárdio. As Células Estaminais Mesênquimais (CEMs) têm sido intensivamente exploradas para aplicações de medicina regenerativa, devido às suas propriedades imunomodulatórias e tróficas. Contudo, estudos realizados em animais revelam que as CEMs transplantadas para o local onde ocorre o dano tendem a migrar para locais afastados deste, dentro de um período de 24 horas. Este estudo tinha como objectivo promover estratégias para as CEMs, anteriormente à transplantação, de modo a melhorar a retenção celular e aumentar as respostas funcionais. Com esta finalidade, foram utilizadas CEMs originalmente de diferentes fontes, sendo pre- estimuladas com moléculas (Ligando 1 e 2) que apresentam ser bons candidatos no regulamento da angiogenese durante o desenvolvimento. No trabalho experimental desenvolvido, observa-se que a pré-estimulação efectuada com o ligando 1, da Via de Notch, melhora a adesão das CEMs provenientes do cordão umbilical humano (CEMs-cuh). Por outro lado, a estimulação com o ligando 2 aumenta o número de CEMs-cuh migradas. Todas as experiências foram desenvolvidas até à passagem 13, na qual as CEMs-cuh mantêm a sua capacidade de tri-linhagem.
doença isquémica do coração, células estaminais mesênquimais, angiogenese, via de Notch

Março 1, 2016, 10:0

Publicação

Obra sujeita a Direitos de Autor

Orientação

ORIENTADOR

Ivan Wall

University College London

Doutor

ORIENTADOR

Cláudia Alexandra Martins Lobato da Silva

Departamento de Bioengenharia (DBE)

Professor Auxiliar