Dissertação

Influence of Physical and Chemical Treatments on Cell Survival and Acquisition of Pluripotency EVALUATED

As células estaminais pluripotentes humanas representam uma fonte promissora de terapias médicas e conhecimento de doenças degenerativas. A necessidade de grandes quantidades de células pluripotentes viáveis é urgente. Diversos problemas éticos, relacionados com o uso de embriões para investigação desencadeiam a grande necessidade de técnicas de reprogramação. Recentemente, foi reportado ser possível reprogramar células somáticas murinas em células pluripotentes, através de fortes estímulos externos, como a exposição a uma solução acídica e/ou a perturbação física constante. Foi decidido não só tentar reproduzir os resultados previamente reportados, como também alcançar o feito de reprogramar células humanas através do mesmo método. Diversas células somáticas murinas diretamente isoladas, assim como corpos embrióides produzidos in vitro a partir de células estaminais pluripotentes humanas e de rato, foram expostas a três perturbações físicas consecutivas, seguidas de exposição a uma solução acídica durante 30 minutos. Os resultados obtidos demonstram a incapacidade da técnica descrita de induzir um estado de pluripotência em células diferenciadas. Ainda, a dificuldade técnica associada ao protocolo resultou em morte celular constante durante as experiências. A possível reprogramação de células diferenciadas em células pluripotentes através deste simples e rápido método representaria um notável desenvolvimento para o uso de terapias baseadas em células estaminais.
Pluripotência, Diferenciação, Células Somáticas, Corpos Embrióides, Reprogramação, Estímulo Externo

Novembro 24, 2014, 9:30

Publicação

Obra sujeita a Direitos de Autor

Orientação

CO-ORIENTADOR

Petra De Sutter

Ghent University

Doutor

ORIENTADOR

Cláudia Alexandra Martins Lobato da Silva

Departamento de Bioengenharia (DBE)

Professor Auxiliar