Dissertação

Cultivo de Escherichia coli recombinante para a produção de PHB em bioreactor air lift - um estudo de caso EVALUATED

A crescente procura por polímeros sustentáveis aumentou o interesse na produção de poliésteres de origem biológica, nomeadamente os polihidroxialcanoatos. Estes materiais apresentam propriedades que os tornam desejáveis para substituir os polímeros convencionais em várias aplicações. Contudo, o elevado custo de produção, actualmente, é a sua grande desvantagem. Neste trabalho, foi estudada a aplicação de um bioprocesso de produção de polihidroxibutirato num reactor air lift construído localmente, usando células de Escherichia coli geneticamente modificadas. Tentaram identificar-se os principais desfios aquando a produção em reactores pneumáticos, comparando com a produção de biopolímero em tanque agitado. Algumas alterações à operação do bioreactor tentaram ser introduzidas numa tentativa de alcançar as condições óptimas de oxigénio dissolvido ao longo do cultivo, de modo a evitar a limitação deste nutriente, embora não tivessem como objectivo a obtenção de grandes densidades celulares. Procuraram-se indícios de impedimento da divisão celular causada pela acumulação de grânulos de polihidroxibutirato no citoplasma das células. Contudo, as baixas percentagens de massa de biopolímero acumulado pela estirpe disponível, cerca de 12%, não permitiram a verificação desta hipótese. As dificuldades em obter um controlo de qualidade positivo do inóculo limitaram a obtenção de dados, mas apesar deste ponto negativo, foi possível explorar várias facetas de um bioprocesso, quando levado a cabo num bioreactor tipo air lift.
polihidroxibutirato, air lift, Escherichia coli modificada, limitação de oxigénio, divisão celular

Julho 25, 2013, 14:30

Documentos da dissertação ainda não disponíveis publicamente

Orientação

CO-ORIENTADOR

Mario Rossi

Universidade Federal de Santa Catarina

Professor

ORIENTADOR

Maria Manuela Regalo da Fonseca

Departamento de Bioengenharia (DBE)

Professor Associado