Dissertação

Improvement of alcoholic fermentation performance based on highly acetic acid tolerant wine isolates of Saccharomyces cerevisiae and genetically engineered strains EVALUATED

Os principais contaminantes de alimentos e bebidas ácidas são fungos filamentosos e leveduras, em particular Saccharomyces cerevisiae e Zygosaccharomyces bailii. Z. bailii é o caso mais problemático de contaminação na indústria alimentar devido à sua notável tolerância ao ácido acético, muito usado como agente antimicrobiano. Neste trabalho o crescimento e a capacidade fermentativa de 6 estirpes, com elevada tolerância ao ácido acético, isoladas do vinho e do mosto do vinho, identificadas como S. cerevisiae, foram comparados na presença de concentrações crescentes de ácido acético (até 220 mM, a pH 4), utilizando como estirpe de referência Z. bailii ISA 1307. O efeito da concentração de ácido, tanto na taxa máxima específica de crescimento e na duração da fase de latência induzida, como nos perfis de consumo de glucose e ácido acético e de produção de etanol, foi medido e comparado. A estirpe UTADX3 demonstrou, não só uma tolerância notável ao ácido acético, mas também a capacidade de co-metabolizar o ácido acético e a glucose como fontes de carbono. Esta estirpe evidenciou também a capacidade de produzir uma considerável quantidade de etanol (11% v/v) em condições de aerobiose e na presença de 30% (m/v) de glucose, ficando, porém, abaixo da quantidade que é possível produzir quando se utilizam estirpes fermentativas comerciais de S. cerevisiae. Outro objectivo deste trabalho é a identificação de determinantes de resistência ao ácido acético em Z. bailii que possam ser, posteriormente, expressados em S. cerevisiae, para aumentar a tolerância desta espécie ao ácido acético.
Saccharomyces cerevisiae, Zygosaccharomyces bailii, tolerância ao ácido acético, fermentação alcoólica industrial, bioetanol

Junho 25, 2012, 14:30

Documentos da dissertação ainda não disponíveis publicamente

Orientação

CO-ORIENTADOR

Margarida Isabel Rosa Bento Palma

IBB - Instituto Superior Técnico

Doutora

ORIENTADOR

Isabel Maria De Sá Correia Leite de Almeida

Departamento de Bioengenharia (DBE)

Professor Catedrático