Dissertação

Stability Assessment of Biopharmaceutical Formulations EVALUATED

O vasto uso de anticorpos com fins terapêuticos impõe que a sua estabilidade a longo prazo seja assegurada, o que constitui um desafio no desenvolvimento da formulação terapêutica. Assim, estudou-se a estabilidade do anticorpo na ausência e presença de aditivos comummente presentes em formulações terapêuticas com o objectivo de identificar o aditivo que conduz a maior estabilização do anticorpo. Primeiramente avaliou-se a desnaturação da IgG induzida pela temperatura, pH e tensões de corte de origem mecânica. A estabilidade da IgG em soluções contendo sacarose, glicina, maltose, L-histidina e D-trealose foi testada em condições desnaturantes de temperatura e pH. Os efeitos da temperatura e do pH na tendência para agregação foram estudados por dispersão dinâmica de luz. A actividade biológica foi determinada por cromatografia de afinidade sendo os estudos conformacionais efectuados por dicroísmo circular. Verificou-se que a IgG consegue resistir a tensões de corte de 49 Pa induzidas num módulo de cilindros concêntricos rotativo bem como à desnaturação induzida a pH 3. A pH 2 ocorreu desnaturação irreversível em alguma extensão. A 60°C a IgG sofreu apenas leves mudanças estruturais , mas a 70°C verificou-se perda significativa de actividade biológica, extensas alterações estruturais e formação de precipitados. Verificou-se maior agregação após incubação a 70°C do que após incubação a pH afastados do ponto isoeléctrico da IgG. A maltose apresentou-se como o melhor estabilizador da IgG dado oferecer completa estabilização a pH baixo e a melhor estabilização face à desnaturação induzida pela temperatura, contribuindo também para a redução da tendência para agregação.
Anticorpos, Estabilidade, Agregação, Maltose, Dicroísmo Circular, Dispersão Dinâmica de Luz

Novembro 23, 2011, 14:0

Publicação

Obra sujeita a Direitos de Autor

Orientação

CO-ORIENTADOR

José António Leonardo dos Santos

Departamento de Bioengenharia (DBE)

Professor Auxiliar

ORIENTADOR

Ana Margarida Nunes da Mata Pires de Azevedo

Departamento de Bioengenharia (DBE)

-