Dissertação

Glucose as a Potent Inducer of Cell Death in Yeast EVALUATED

O presente trabalho teve como objectivo o estudo dos mecanismos apoptóticos induzidos por glucose no mutante de eliminação de TPS1 em Saccharomyces cerevisiae. O gene TPS1 codifica a Trealose-6-fosfato sintase. Quando as células de levedura deste mutante são expostas a glucose, estas perdem progressivamente a capacidade de proliferar contudo mantêm a integridade membranar por um período maior, esta última avaliada pelos flurocromos Bis-oxonol e Iodeto de Propídio. A sobreexpressão de pPDE2 recuperou extensivamente a viabilidade do mutante tps1D; quando comparado com células de wt. Após adição de glucose, a presença dos fenótipos de apoptose e/ou necrose foi analisada, verificando-se a acumulação intracelular de espécies reactivas de oxigénio (ERO), avaliada através de diacetato de 2,7-dicloro-dihidrofluoresceína e 123 DihidroRodamina, a ocorrência de fragmentação de ADN observada no ensaio TUNEL, a externalização de fosfatidilserina visualisada pela ligação fluorescente de Anexina-V e para finalizar o registo de libertação de citocromo c para o citosol por western blot. Em conjunto, os resultados obtidos indicam que a exposição de células de levedura com o gene TPS1 eliminado a diferentes concentrações de glucose, entre 5 a 100 mM de glucose, provoca uma paragem de crescimento originada por morte celular apoptótica, ao invés de morte necrótica.
Saccharomyces cerevisiae, glucose; sinalização, via do AMP cíclico, produção de ERO, apoptose e necrose.

Novembro 16, 2011, 15:0

Publicação

Obra sujeita a Direitos de Autor

Orientação

CO-ORIENTADOR

Beatriz Monge Bonini

Katholieke Universiteit Leuven

ORIENTADOR

Isabel Maria De Sá Correia Leite de Almeida

Departamento de Bioengenharia (DBE)

Professor Catedratico