Dissertação

Transport of lactic acid in Saccharomyces cerevisiae EVALUATED

O ácido láctico (C3H6O3) é um ácido orgânico fraco com inúmeras aplicações, nomeadamente nas indústrias química, alimentar, farmacêutica e cosmética, mas principalmente como precursor do ácido poliláctico, um polímero biodegradável. Existe uma preocupação generalizada relativamente às necessidades químicas e energéticas das gerações futuras, assim como no que respeita a preservação do meio ambiente. A conversão microbiana de matérias-primas renováveis é uma alternativa sustentável à petroquímica. A levedura Saccharomyces cerevisiae apresenta várias vantagens quando comparada com os produtores de ácido láctico naturais, nomeadamente robustez, tolerância a baixos valores de pH, necessidades nutricionais simples, uma longa história como modelo eucariótico e uma vasta utilização industrialmente. Uma vez que S. cerevisiae não produz naturalmente ácido láctico em quantidades consideráveis, é necessário recorrer a engenharia genética. Para além de se assegurarem as vias metabólicas de produção, é essencial optimizar a exportação de ácido láctico, o que implica que o transporte de lactato seja estudado de forma a conhecer os mecanismos, as possíveis proteínas transportadoras e a energética envolvidos. Este trabalho abrange diversas abordagens - nomeadamente testes de importação, exportação e resistência - usando estirpes referência e geneticamente modificadas (por exemplo em possíveis proteínas transportadoras de lactato), estirpes estas cultivadas quer descontínua, quer continuamente.
Saccharomyces cerevisiae, ácido láctico, importação, exportação, resistência, culturas batch e contínuas

Novembro 8, 2010, 11:30

Documentos da dissertação ainda não disponíveis publicamente

Orientação

CO-ORIENTADOR

Antonius Jeroen Adriaan Van Maris

TUDelft

Professor

ORIENTADOR

Isabel Maria De Sá Correia Leite de Almeida

Departamento de Engenharia Química e Biológica (DEQB)

Professor Catedrático