Dissertação

Applications of near-infrared spectroscopy in the pharmaceutical industry EVALUATED

A espectroscopia de infra-vermelho próximo (NIRS) é um método analítico baseado na detecção de transições vibracionais que ocorrem na região do infra-vermelho próximo (12000-4000 cm-1). Análises com NIRS são rápidas (menos de 1 minuto), requerem pouca ou nenhuma preparação das amostras, fornecem informação sobre vários componentes, características químicas e físicas da amostras e podem ser feitas remotamente e in-situ através do uso de fibras ópticas. De modo a extrair informação relevante dos picos largos e sobrepostos observados nos espectros NIR , métodos estatísticos e matemáticos são utilizados, quimiometria. Os princípios básicos da NIRS e de quimiometria são apresentados neste trabalho. Este trabalho foca-se nas aplicação de NIRS na indústria farmacêutica. A informação em tempo-real e in-situ fornecida pela NIRS apresenta opurtunidades interessantes no recente contexto de validação de processos na indústria farmacêutica, onde a validação tradicional baseada na experiência deve ser substituída por uma abordagem científica, desta forma, a qualidade é inserida no processo e não testada nos produtos. Neste trabalho é apresentado um resumo de algumas aplicações de NIRS, nomeadamente a monitorização de processos de cristalização, biotecnologia, secagem, granulação e mistura, assim como a identificação e qualificação de matérias-primas e qualificação de produtos finais. Dois exemplos práticos da aplicação de NIRS são apresentados: i) Desenvolvimento e validação de um método de identificação e qualificação de dois princípios activos; ii) Estudo sobre os limites de quantificação em NIRS e desenvolvimento de um método para os estimar.
espectroscopia de infravermelho próximo; indústria farmacêutica; quimiometria; identificação; limites de quantificação.

Outubro 29, 2007, 9:30

Documentos da dissertação ainda não disponíveis publicamente

Orientação

CO-ORIENTADOR

Dirk Lochmann

Merck KgaA

Especialista

ORIENTADOR

José Monteiro Cardoso de Menezes

Departamento de Engenharia Química e Biológica (DEQB)

Professor Auxiliar