Dissertação

Cultivation scale-up of microalgae strains with potential for high added value products: from laboratory to pilot plant EVALUATED

Recentemente, tem havido uma procura global por ácidos gordos polinsaturados (PUFAS) e as microalgas representam uma alternativa promissora às fontes marinhas, na produção de ácidos gordos ω-3. Assim, três espécies de microalgas pouco estudadas - a criofílica Raphidonema sp., a diatomácea Thalassiosira sp. e o dinoflagelado Prorocentrum sp. - foram cultivadas à escala piloto, devido ao seu alto teor em PUFAs. Determinou-se a evolução de culturas e suas produtividades em diferentes sistemas à escala piloto, nomeadamente em fotobiorreactores de painel e tubulares horizontais uni- e multiandar (UHT-PBR e MHT-PBR). Em alguns sistemas, diferentes taxas de renovação de diferente periodicidade, permitiram que a cultura permanecesse na fase de crescimento linear. Além disso, ao longo do cultivo exploraram-se alguns parâmetros, a concentração de oxigênio dissolvido e a tensão de corte da bomba. Das microalgas usadas, a Prorocentrum sp. foi a que produziu mais biomassa, originando mais DHA e EPA. Depois, investigou-se o crescimento de Prorocentrum sp num meio de cultura alternativo e mais económico, e com uma redução na concentração de silicatos. Estes testes realizaram-se no Laboratório de Inovação de Lisboa da A4F, para reduzir os custos relativos aos meios, um dos factores principais na produção em larga escala. As produtividades dos ciclos de renovação foram analisadas e a composição elementar de ambos os meios também. Concluiu-se que Prorocentrum sp. só pode ser cultivada no novo meio compensando a falta de alguns nutrientes importantes, e que os níveis de produtividade desta microalga não diminuem reduzindo a concentração de silicatos para metade.
Ácidos gordos polinsaturados (PUFAs), Microalgas, Raphidonema sp., Thalassiosira sp., Prorocentrum sp., Escala Piloto

Dezembro 14, 2017, 11:0

Publicação

Obra sujeita a Direitos de Autor

Orientação

ORIENTADOR

Sara Martins Badenes

A4F – Algafuel, S.A.

Doutora

ORIENTADOR

Marília Clemente Velez Mateus

Departamento de Bioengenharia (DBE)

Professor Auxiliar