Dissertação

Bartholomeu Lourenço de Gusmão's Passarola. Historical Background and Feasibility Analysis EVALUATED

O crédito para a primeira ascensão documentada de um modelo de balão de ar quente pertence ao Padre português, Bartholomeu Lourenço de Gusmão. No dia 8 de Agosto de 1709, Gusmão apresentou diante do Rei D. João V, do Cardeal Conti (futuro Papa Inocêncio XIII) e da restante corte de Portugal, um protótipo para um aparelho voador que havia sido patenteado em Abril do mesmo ano. A máquina em questão foi informalmente baptizada com o nome de Passarola, como consequência de uma gravura bastante bizarra e inverosímil que Gusmão terá alegadamente lançado ao público, de forma a evitar a curiosidade alheia que recaía sobre a sua invenção. Existem relatos contemporâneos relativos a algum tipo de voo tripulado em Lisboa, planeado ou efectuado por Gusmão. Contudo, não existem evidências credíveis de que o Padre tenha continuado a trabalhar no projecto para lá de 1709, embora tenha sido mantido debaixo da protecção do Rei até pouco antes da sua morte em 1724. A presente monografia tem o propósito de estender os estudos históricos sobre a vida de Bartholomeu Lourenço de Gusmão já realizados com uma inédita análise técnica da viabilidade do seu projecto inicial da Passarola. Neste sentido, este trabalho alia uma consistente colecção de documentos contemporâneos do Padre, contidos em acervos nacionais e estrangeiros, com uma tentativa séria de recriar o aparelho com base em estimativas, modelos e análises de Engenharia.
Gusmão, aerostação, balão de ar-quente, Passarola

Junho 16, 2014, 14:0

Publicação

Obra sujeita a Direitos de Autor

Orientação

ORIENTADOR

João Manuel Melo de Sousa

Departamento de Engenharia Mecânica (DEM)

Professor Associado