Dissertação

Mechanical behaviour evaluation of adhesively bonded joints of aircraft structures EVALUATED

A integridade estrutural de certas estruturas é muitas vezes determinada pela resistência das suas juntas. Ao longo dos anos, juntas adesivas têm sido frequentemente utilizadas em vez de outras baseadas em sistemas mecânicos, como a soldadura ou a aplicação de rebites. Entre outras, a redução de concentração de tensões, a capacidade de produzir superfícies lisas, sem descontinuidades, e o seu reduzido peso são algumas das vantagens que tornam este tipo de juntas tão atrativas. Contudo, quando comparadas com outras técnicas de união, pode-se verificar que não existem praticamente diretrizes aceites para prever a resistência de uma junta adesiva, sendo o seu desenho muitas vezes baseado na experiência pessoal e em regras empíricas. Recentemente, alguns métodos numéricos têm sido propostos com o intuito de estimar a carga de falha de uma junta adesiva. O seu grande problema está relacionado com o facto de, para a maior parte destes métodos ser aplicável, alguns testes experimentais terem de ser realizados, o que nem sempre é conveniente. Dito isto, um estudo experimental foi realizado, baseado na junta adesiva simples da norma de ensaio ASTM D 1002, com o objetivo de determinar qual o melhor tratamento de superfície, para juntas alumínio-alumínio, utilizando dois tipos de adesivos. Ainda, foi implementado um modelo computacional, utilizando o Método dos Elementos Finitos, com o intuito de prever o comportamento dos adesivos, utilizando apenas como input a sua curva tensão-extensão.
Adesivo, Junta Adesiva, Junta Adesiva Simples, Tratamento de Superfície, ASTM D 1002, FEM

Novembro 28, 2016, 16:0

Publicação

Obra sujeita a Direitos de Autor

Orientação

ORIENTADOR

Luís Filipe Galrão dos Reis

Departamento de Engenharia Mecânica (DEM)

Professor Associado