Dissertação

Analysis of Vertical Efficiency During Climb and Descent EVALUATED

A temática da eficiência de voo encontra-se muito associada à eficiência horizontal, na medida em que se procura usualmente optimizar o espaço aéreo de forma a fornecer a rota mais curta possível. Existem, no entanto, poucos estudos sobre eficiência vertical e a importância que esta pode ter na redução do tempo de voo e das emissões de combustível não tem sido tão relevada. Por exemplo, uma descida contínua consome menos combustível que uma com nivelamentos em altitudes intermédias. Esta redução permite às companhias reduzir custos e tempo de voo, podendo fornecer aos clientes voos mais rápidos e baratos. O primeiro estudo sobre este tema foi feito pela EUROCONTROL (European Organization for the Safety of Air Navigation), em 2008. Nele foi apresentada uma primeira abordagem sobre como fazer a análise. Mais tarde, a mesma instituição fez alguns melhoramentos ao método. Contudo, alguns aperfeiçoamentos podem ser feitos e este documento propõe algumas alterações ao mesmo, mostrando os resultados obtidos. Em primeiro lugar, é apresentado um estudo mais detalhado sobre o aeroporto de Lisboa. De seguida, é feito um enquadramento deste no panorama Europeu, através de uma comparação com outros aeroportos movimentados. Também se procura verificar quais são os mais e menos eficientes, tendo em conta o número de voos neles que partem/aterram. Esse estudo encontra-se em três partes: a primeira é sobre os indicadores de eficiência vertical, explicados neste documento; a segunda mostra a distribuição dos nivelamentos nas várias altitudes; por último, é estimado o impacto destas ineficiências.
Eficiência Vertical, Segmentos Nivelados, CCO, CDO, Altitude

Novembro 30, 2017, 8:30

Publicação

Obra sujeita a Direitos de Autor

Orientação

ORIENTADOR

Pedro Da Graça Tavares Álvares Serrão

Departamento de Engenharia Mecânica (DEM)

Professor Auxiliar

ORIENTADOR

Jesús Conde