Dissertação

Arquitectura Modular em Climas de Frio Extremo. EVALUATED

A presente dissertação foi desenvolvida no âmbito do Polar Lodge, um projecto que faz parte do Programa Polar Português (PROPOLAR). A dissertação começa por apresentar, numa primeira fase de investigação, uma análise descritiva da evolução das estações terrestres construídas no Árctico e na Antárctida, desde as remotas cabanas de madeira portáteis que deram abrigo às primeiras expedições a explorar os territórios inóspitos, às mais recentes estações de investigação científica, utilizadas actualmente por cientistas que procuram avaliar o impacto da humanidade sobre o Planeta Terra. Através desta análise, tentar-se-á identificar quais são as limitações e restrições associadas à construção nas regiões polares e as estratégias que foram sendo desenvolvidas ao longo das últimas décadas no sentido de criar estruturas autosuficientes e sustentáveis, capazes de resistir às condições hostis dos locais mais frios, secos e tempestuosos do mundo. Na sequência da pesquisa previamente desenvolvida, pretende-se, numa segunda fase de investigação, a concepção de um módulo habitacional-laboratorial destinado a acolher equipas de investigação científica no Árctico e na Antárctida, que envolve também a identificação de outros casos de estudo pertinentes para o tema em questão, nomeadamente, edifícios modulares e sustentáveis situados em climas de frio extremo.
Auto-suficiente, modular, pré-fabricado, sustentável, transportável

Dezembro 1, 2015, 10:0

Publicação

Obra sujeita a Direitos de Autor

Orientação

ORIENTADOR

Manuel de Arriaga Brito Correia Guedes

Departamento de Engenharia Civil, Arquitectura e Georrecursos (DECivil)

Professor Associado