Dissertação

Adaptação de património industrial a espaços expositivos informais: o caso da Lx Factory EVALUATED

A funcionar desde 2008 como um cluster de indústrias criativas, a Lx Factory começou por ser um projecto provisório de ocupação de um complexo industrial desactivado, com o intuito de o rentabilizar, enquanto se aguardava pela aprovação de um plano urbanístico para aquela zona da cidade. Contudo, o projecto vingou e consolidou-se, de tal maneira que passou de temporário a permanente. Seguindo uma tendência que se tem afirmado, nos últimos anos, no panorama internacional, para além de oferecer espaços a baixo custo para a fixação de ateliers e empresas, a Lx Factory tem sido palco de diversas exposições e eventos culturais e artísticos, dando lugar à experimentação e afirmando-se como uma alternativa aos espaços institucionalizados. O presente estudo pretende, assim, aferir sobre as razões que têm motivado a reabilitação de edifícios industriais desafectados para programas relacionados com as artes e a cultura e analisar os efeitos dessa associação nos meios urbanos em que se inserem. No que respeita ao caso de estudo, propõe-se uma reflexão sobre o conjunto de condições que possibilitaram a sua criação, procurando, por um lado, compreender o papel deste espaço no desenvolvimento de projectos expositivos informais e, por outro, perceber de que forma esses projectos têm contribuído para o seu desenvolvimento e consolidação.
Património industrial, Lx Factory, regeneração urbana, reabilitação, espaços expositivos informais, Lisboa

Junho 26, 2015, 17:0

Publicação

Obra sujeita a Direitos de Autor

Orientação

ORIENTADOR

Helena Silva Barranha Gomes

Departamento de Engenharia Civil, Arquitectura e Georrecursos (DECivil)

Professor Auxiliar