Dissertação

O caso do quarteirão do Banco de Portugal: Reabilitação da Baixa Pombalina EVALUATED

A dissertação tem como objectivo analisar o projecto de remodelação da sede do Banco de Portugal, da autoria dos arquitectos Gonçalo Byrne e J. P. Falcão de Campos. O Banco de Portugal ocupa um quarteirão do conjunto urbano conhecido por Baixa Pombalina. Situa-se a Norte do quarteirão da Câmara Municipal de Lisboa e da Praça do Município. A análise do projecto é antecedida pelo estudo da história da Baixa e do quarteirão do Banco, o qual, objecto de utilizações diversificadas ao longo do tempo, constitui um conjunto edificado de excepção. O trabalho requereu uma investigação profunda focada, por um lado, na história da cidade de Lisboa, que justifica o valor patrimonial da Baixa Pombalina e do quarteirão em análise; e por outro, nas estratégias de reabilitação possíveis, num contexto em que, sendo urgente a revitalização da Baixa, intervenções do género tenderão a multiplicar-se. O documento está organizado em quatro partes. A primeira, de cariz introdutório, descreve os seus objectivos e métodos; a segunda conta o desenvolvimento da Baixa Pombalina, e aprofunda a evolução do edifício-quarteirão do Banco entre o Plano de 1758 e o concurso lançado em 2007; a terceira analisa, em primeiro lugar, a evolução do projecto vencedor e, em segundo lugar, as condições de passagem do projecto à obra; e a quarta e última parte remata o trabalho com algumas considerações sobre a forma como o projecto analisado pode servir de referência para intervenções futuras.
Banco de Portugal, Baixa Pombalina, Arquitectura, Reabilitação, Património

Junho 26, 2015, 15:30

Publicação

Obra sujeita a Direitos de Autor

Orientação

CO-ORIENTADOR

Ana Cristina Dos Santos Tostões

Departamento de Engenharia Civil, Arquitectura e Georrecursos (DECivil)

Professor Catedrático