Dissertação

Arquitectura para a Infância: Evolução e caracterização dos jardins-de-infância em Portugal desde 1882 EVALUATED

A presente dissertação é desenvolvida no âmbito da área disciplinar da Arquitetura para a Infância, com foco na tipologia de edifício escolar destinado à educação pré-escolar: o jardim-de-infância. Esta investigação tem como principal objetivo o estudo da evolução histórica e caracterização da tipologia arquitetónica desde o primeiro exemplar construído em 1882 – a Escola Froebel –, contribuindo para o registo e inventariação da arquitetura escolar portuguesa. Por ter uma implicação direta no desenvolvimento das crianças entre os 3 e os 6 anos, pretende-se estudar a conceção e desenvolvimento do jardim-de-infância ao longo dos tempos, e analisar aspetos fulcrais na sua caracterização, identificando ainda as influências com impacto na sua idealização. O estudo realizado divide-se em três fases: a história da tipologia, a análise da sua evolução no panorama nacional, e a análise e comparação de quatro casos de estudo. Na história da tipologia, são abordadas algumas influências nacionais e internacionais, direta e indiretamente relacionadas com o conceito de jardim-de-infância, e refere pontos importantes na sua história até aos dias de hoje. Na análise da sua evolução, é estudada a legislação publicada desde o final do século XIX e são recolhidos exemplares da tipologia com interesse arquitetónico, sobre os quais é realizado o traçado geral da tipologia. Por último, e de modo a completar o anterior, são apresentados quatro casos de diversas épocas sobre os quais é realizada uma comparação mais profunda, da qual são retiradas conclusões sobre a evolução da tipologia.
Arquitetura escolar, educação pré-escolar, jardim-de-infância, caracterização do jardim-de-infância

Maio 25, 2016, 12:30

Publicação

Obra sujeita a Direitos de Autor

Orientação

ORIENTADOR

Maria Alexandra De Lacerda Nave Alegre

Departamento de Engenharia Civil, Arquitectura e Georrecursos (DECivil)

Professor Auxiliar