Dissertação

Santuário de Nossa Senhora do Cabo Espichel: Instalação de um programa de vocação turística EVALUATED

O Santuário de Nossa Senhora do Cabo Espichel vive hoje uma realidade discordante da história dos seus últimos quatro séculos. Classificado em 1950 como Imóvel de Interesse Público, é em 2016 integrado no programa REVIVE, um plano que através de um período preestabelecido de concessões, autoriza um investimento privado em património público. Sobre as direcções desta aprovação, procura-se uma solução para a conversão deste lugar num programa de vocação turística. Um promontório com características únicas rompe o mar. Deslocado, foi durante dezenas de anos, um dos principais destinos das romarias da grande Lisboa, contando até com a presença da coroa portuguesa em algumas das celebrações. Actualmente, continua a receber milhares de visitantes, mas o seu património construído está na sua maioria entaipado, configurando exclusivamente uma realidade cénica. Através de um estudo completo onde temas como a geologia, o clima, as diferentes ocupações e o desenvolvimento morfológico foram aprofundados, é desenvolvida uma proposta que procura esbater o processo de ocupação privada, preservando a memória de um lugar que representa a reunião entre os diferentes estratos sociais. De génese saloia, a proposta de transformação do Santuário de Nossa Senhora do Cabo Espichel, incluí um programa variado, com funcionalidades independentes da temática turística, que visa reavivar o complexo, recolocando-o na lista de sítios a visitar.
Cabo Espichel, Santuário de Nossa Senhora do Cabo, REVIVE, Reabilitação, Turismo

Novembro 13, 2019, 12:30

Documentos da dissertação ainda não disponíveis publicamente

Orientação

ORIENTADOR

Miguel José Das Neves Pires Amado

Departamento de Engenharia Civil, Arquitectura e Georrecursos (DECivil)

Professor Associado