Dissertação

Palácio dos Condes de Murça. Evolução histórica e reabilitação EVALUATED

A presente dissertação foca-se no estudo do Palácio Condes de Murça, uma casa nobre cujas origens remontam ao séc. XVII, localizado em Santos, na freguesia da Estrela, em Lisboa. Relativamente desconhecido, tanto do ponto de vista histórico como arquitectónico, este trabalho procura preencher essas lacunas, de maneira a que, com esse corpo de conhecimentos, se possa proceder a uma análise profunda da recente reabilitação a que este foi sujeito, por forma a alojar um condomínio privado de luxo. Assim sendo, o trabalho divide-se em dois capítulos principais. No primeiro, parte-se à descoberta do locus do palácio, do seu passado e os seus principais personagens e eventos, assim como a evolução deste ao longo do tempo enquanto objecto arquitectónico, procurando, simultaneamente, entender o valor patrimonial subjacente. No segundo, é feita uma reflexão crítica da intervenção contemporânea de reabilitação, examinando com atenção os novos espaços, funções e em que medida estes dialogam com o pré-existente, abordando também as estratégias e técnicas de intervenção, a questões ligadas à estrutura, ao desempenho ambiental e à materialidade e cruzando todo esse conhecimento com alguns dos princípios fundamentais da conservação e do restauro do património. Por fim, é feita uma avaliação do projecto de reabilitação realizado na sua globalidade, discutindo os seus impactos e consequências para o edifício caso de estudo, apontando outros possíveis caminhos e soluções quando se ache essencial e indicando algumas sugestões no sentido de dar a conhecer o Palácio Condes de Murça à sociedade, projectando para o futuro a conservação deste património.
casa nobre, património, reabilitação, Lisboa, Palácio Condes de Murça

Julho 4, 2018, 11:30

Publicação

Obra sujeita a Direitos de Autor

Orientação

ORIENTADOR

João Rosa Vieira Caldas

Departamento de Engenharia Civil, Arquitectura e Georrecursos (DECivil)

Professor Auxiliar