Dissertação

Arquitectura Sustentável em Cabo Verde. Nova Aldeia para Chã-das-Caldeiras EVALUATED

Este trabalho surge com a necessidade de adaptação de novas técnicas e formas de projectar, de modo a que as construções em Cabo Verde respeitem as doutrinas da sustentabilidade. Mas surge principalmente numa demanda para a realização de novas construções de modo a albergar as vítimas da última catástrofe natural na ilha do Fogo – a erupção vulcânica de 2014 – na comunidade de Chã-das-Caldeiras, onde vários fogos foram destruídos. Propõem-se então algumas estratégias e técnicas de sustentabilidade e também arquitectónicas de modo a reduzir ao máximo o consumo de energias e recursos como a água e a electricidade, que podem ser gerados de uma forma limpa. Após uma análise ao caso de estudo – ilha do Fogo – procura-se apresentar novas recomendações de projecto criando modelos que tenham a ver com o quotidiano da comunidade, tanto na sua forma como na utilização de materiais locais, visando sempre estratégias que tenham no horizonte uma construção sustentável e que consiga responder às demandas básicas do dia-a-dia dos habitantes. Conclui-se então que conseguir um edifício autossuficiente, minimalista no que respeita ao uso de recursos energéticos é algo que está ao alcance dos projectistas, e são um conjunto de acções, simples e materiais a custos irrisórios que tornam um edifício sustentável e respeitante das características bioclimáticas.
Arquitectura Sustentável, Chã-das-Caldeiras, Cabo Verde, Arquitectura Bioclimática

Abril 19, 2016, 14:30

Publicação

Obra sujeita a Direitos de Autor

Orientação

ORIENTADOR

Manuel de Arriaga Brito Correia Guedes

Departamento de Engenharia Civil, Arquitectura e Georrecursos (DECivil)

Professor Associado