Dissertação

O desenvolvimento do Funchal e os espaços de cura no seculo XX EVALUATED

O fenómeno conhecido como “turismo terapêutico” desencadeou o processo de expansão para fora de muros, motivando a difusão dos primeiros espaços de cura pela encosta. A partir desta época, a cidade do Funchal manteve uma identidade relacionada com a cura, a qual se pretende explorar nesta dissertação, focando no desenvolvimento urbanístico e nos equipamentos de saúde resultantes até à década de 70. Para a interpretação da evolução urbanística considerou-se essencial o estudo sequencial das obras idealizadas por Ventura Terra, Carlos Ramos, Francisco Caldeira Cabral, João Faria da Costa e José Rafael Botelho, contextualizando-as no panorama do pais e da arquitetura portuguesa, assim como, o estudo dos principais equipamentos de saúde, nomeadamente, o Hospital dos Marmeleiros, o Sanatório Dr. João de Almada, o Preventório de Santa Isabel e o Hospital Distrital do Funchal.
Arquitetura, Urbanismo, Espaços de Cura, Sanatórios, Hospitais, Funchal

Novembro 18, 2019, 16:0

Documentos da dissertação ainda não disponíveis publicamente

Orientação

ORIENTADOR

Ana Cristina Dos Santos Tostões

Departamento de Engenharia Civil, Arquitectura e Georrecursos (DECivil)

Professor Catedrático