Dissertação

Rede de Ensino Superior Politécnico Público em Portugal. Distribuição espacial e caracterização morfo-tipológia EVALUATED

Atualmente as instituições de Ensino Superior (iES) assumem um papel preponderante na sociedade, constituindo um sector diversificado em constante evolução. Para além do papel das iES no desenvolvimento e disseminação do conhecimento e do seu contributo para o desenvolvimento económico e social, estes espaços do conhecimento são hoje amplamente reconhecidos como fatores de coesão territorial e social, entendidos como elementos estratégicos nas dinâmicas e políticas urbanas. A presente dissertação tem como objeto de estudo os recintos destinados ao ensino superior público politécnico em Portugal, procurando compreender o modo como as suas características morfológicas potenciam ou condicionam as suas relações com o meio em que se inserem. Para tal, foram analisados e classificados em relação à sua morfologia, todos os recintos de iES politécnico público em Portugal, comparando-os também com os recintos do ensino superior universitário portugueses. Foram selecionados dois casos de estudo, o Instituto Politécnico de Beja e Instituto Politécnico de Bragança, analisados com base na metodologia de sintaxe espacial, explorando em detalhe as relações estabelecidas com a cidade onde se inserem e avaliando o seu potencial de interface com a comunidade.
Recinto Politécnico, Características Morfológicas, Integração, Análise Espaço-funcional, Ensino Superior Politécnico

Julho 4, 2018, 10:0

Publicação

Obra sujeita a Direitos de Autor

Orientação

ORIENTADOR

Maria Luísa Cannas da Silva Kuhn Videira

Departamento de Engenharia Civil, Arquitectura e Georrecursos (DECivil)

Colaborador Docente

ORIENTADOR

Teresa Frederica Tojal de Valsassina Heitor

Departamento de Engenharia Civil, Arquitectura e Georrecursos (DECivil)

Professor Catedrático