Dissertação

BIM no Processo de Arquitetura: Controlo de Custos EVALUATED

A indústria da construção tem um papel importante em qualquer economia nacional existindo um consenso geral de que há uma ligação entre o crescimento económico de um país e o seu investimento em construção. A presente dissertação comete-se a examinar a forma como a tecnologia BIM contribui para a redução do desperdício de recursos e, mais aprofundadamente, o controlo de custo dos projetos de Arquitetura e sua orçamentação. Começando por descrever conceitos fundamentais ao entendimento deste tema, como custo de obra, despesa e preço e comparando a metodologia tradicional com a metodologia BIM. Inclui também um caso de estudo criando-se um Mapa de Quantidades a partir de um modelo Revit, usando ferramentas Cype e Excel, para comparar os resultados com uma orçamentação já existente do projeto em causa, realizada com metodologia tradicional por uma empresa especializada. Os resultados destas medições apresentaram um desvio desprezível (~1%), assim verifica-se a fiabilidade da medição automática a partir do modelo, facto positivo, pois significa que, quer o modelo Revit, quer o Mapa de Medições são corretos e coerentes. Contudo, com uma visão mais abrangente, verificou-se que com BIM conseguiu-se realizar rapidamente um orçamento (parcial). Através de metodologia tradicional o tempo seria muito superior. “Tempo é dinheiro” e nesse prisma, pode-se concluir neste estudo que um processo de projeto desenvolvido em BIM apresenta elevadas vantagens em relação aos métodos tradicionais no controlo de custo, face ao apuramento e fiabilidade dos resultados obtidos e à drástica redução do tempo investido.
Arquitetura, BIM, Controlo de custo, Orçamento, Revit, Cype

Junho 18, 2019, 15:0

Publicação

Obra sujeita a Direitos de Autor

Orientação

ORIENTADOR

Francisco Manuel Caldeira Pinto Teixeira Bastos

Departamento de Engenharia Civil, Arquitectura e Georrecursos (DECivil)

Professor Auxiliar