Dissertação

Preventing the NS1A influenza virus protein from interaction with PI3K: a potential antiviral drug target? EVALUATED

Actualmente o vírus influenza é reconhecido como a causa de importantes pandemias em todo o mundo. Uma estratégia para proteger seres humanos e outras espécies contra uma pandemia provocada por este vírus passa pelo desenvolvimento de uma vacina eficaz. A cinase PI3 (PI3K) está envolvida na activação do factor de transcrição antiviral IRF-3 como resposta à activação do receptor TLR3, sugerindo uma função na defesa contra uma infecção viral. Estudos de inibição mostraram que um vírus mutante com a proteína viral NS1 em falta (delNS1), falha a activação das reacções desenvolvidas por PI3K/Akt e para além disso, essas mesmas reacções não são suprimidas. O objectivo deste trabalho foi detectar a interacção entre a proteína NS1 A do vírus influenza A e o domínio inter-SH2 da subunidade reguladora do p85β da cinase PI3, utilizando para isso Enzyme-Linked ImmunoSorbent Assay (ELISA) a deste modo criar um possível método padrão para identificar compostos potenciais antivirais testando bibliotecas de compostos químicos com para assim bloquear ou pelo menos diminuir a eficácia da referida interacção proteica. A interacção entre as proteínas NS1A e iSH2 foi confirmada com sucesso. Contudo, devido a problemas técnicos como a detecção frequente de ligações não específicas, um procedimento padrão não pode ser executado e consequentemente o teste de milhares de compostos químicos não pode ser implementado.
Vírus influenza A, proteina NS1A, PI3K, ELISA, droga antiviral

Outubro 19, 2007, 10:0

Documentos da dissertação ainda não disponíveis publicamente

Orientação

CO-ORIENTADOR

Richard Randall

University of St. Andrews, Escócia

Especialista

ORIENTADOR

Álvaro Augusto Marques Tavares

Departamento de Engenharia Química e Biológica (DEQB)

Professor Auxiliar