Dissertação

One Step Oligocracking Model and Process Development EVALUATED

O elevado consumo de propileno e a incapacidade dos tradicionais meios de produção para anular esta tendência, sugeriram o aparecimento de novos processos dedicados à sua produção, destacando-se o oligocracking de olefinas C4/C5 sobre ZSM-5 a uma etapa, estudado pelo Instituto Francês do Petróleo. Este trabalho envolve o estudo do modelo cinético e da configuração deste processo. Desenvolveu-se um modelo em MS-EXCEL, que calcula os parâmetros cinéticos e de desactivação. Na tentativa de melhorar os resultados, analisou-se a função objectivo, a função de desactivação e a rede reaccional. Concluiu-se que, para este caso, a melhor função objectivo é o erro absoluto. Verificou-se que a perda de actividade do catalisador era bem prevista, introduzindo uma lei de desactivação para cada reacção. De acordo com este modelo, constatou-se que na rede reaccional devem configurar reacções de dimerização, trimerização, transferência de hidrogénio, interconversão de aromáticos e cracking protolítico. A fiabilidade do modelo foi testada, tendo-se concluído que o Solver não é uma boa ferramenta para efectuar a modelação. Dada esta observação, para validar a rede encontrada, recorreu-se ao programa Runisomain. Dado que o custo da separação propano/propileno é muito elevado, efectuou-se uma optimização ao número de pratos desta coluna de destilação. Concluiu-se que um aumento de 168 para 180 pratos permite reduzir o investimento e os custos operatórios, diminuindo o tempo de retorno de capital do processo.
propileno; oligomerização de olefinas; cracking de olefinas; catálise ácida; ZSM-5, separação propano/propileno

Setembro 7, 2007, 16:0

Documentos da dissertação ainda não disponíveis publicamente

Orientação

CO-ORIENTADOR

M. Vincent Coupard.

INSTITUT FRANÇAIS DU PETROLE  -  Division Procédés

Especialista

ORIENTADOR

Fernando Manuel Ramôa Cardoso Ribeiro

Departamento de Engenharia Química e Biológica (DEQB)

Professor Catedrático