Breve Introdução

A engenharia mecânica é uma atividade profissional regulamentada pela Ordem dos Engenheiros que se consubstancia na aplicação de conhecimentos teóricos, práticos e experimentais, enquadrados por constrangimentos de natureza económica, social, ética e ambiental, à conceção, projeto, fabrico, controlo e gestão de produtos, processos, equipamentos e sistemas energéticos e tecnológicos.

O modelo de organização da formação superior em engenharia mecânica do IST assenta no desenvolvimento de um conjunto muito diversificado de competências que permitem assegurar aos estudantes e profissionais de engenharia condições de integração profissional num leque relativamente vasto de saídas profissionais e em circunstâncias similares às que são proporcionadas pelas instituições de referência de ensino universitário do espaço Europeu.

De facto, os engenheiros mecânicos formados no IST têm grande facilidade em integrar-se no mercado de trabalho, uma vez que as entidades empregadoras continuam a procurar nesta formação superior as boas qualidades sistematicamente demonstradas ao longo dos tempos pelos seus profissionais. O mercado de trabalho é extremamente diversificado merecendo destaque: os gabinetes de projeto, as indústrias de fabricação de equipamentos mecânicos e térmicos, as empresas de produção de energia e climatização, as atividades de manutenção e gestão de operações, as tarefas de avaliação de projetos e consultoria em empresas de serviços (bancos e seguradoras), as atividades técnico-comerciais e os laboratórios de investigação e de desenvolvimento industrial.

O Departamento de Engenharia Mecânica do IST acumula a experiência de várias décadas de empenhamento em atividades de ensino, investigação e desenvolvimento. A diversidade de competências intrínsecas a um corpo docente próprio qualificado e constituído integralmente por titulares do grau de doutor associadas à qualidade e variedade dos equipamentos experimentais que se encontram instalados nos seus laboratórios conferem ao atual Departamento de Engenharia Mecânica do IST a excelência indispensável a um ensino de elevada qualidade.

A licenciatura em engenharia mecânica está organizada num modelo de ciclo de estudos conducente ao grau de Licenciado em engenharia mecânica com a duração total de 6 semestres curriculares de trabalho. Aos alunos que tenham completado os primeiros 6 semestres curriculares de trabalho é conferido o grau de licenciado em engenharia mecânica. Este grau de licenciado não possibilita o acesso direto ao exercício da profissão. Tem por finalidade garantir o reconhecimento de um nível de competências ainda que não diretamente profissionalizantes e visa ainda permitir e facilitar a mobilidade dos estudantes.


Historial

No início da sua introdução no Instituto Superior Técnico o curso de engenharia mecânica era designado por engenharia de máquinas. A actual designação resulta da necessidade destes profissionais de engenharia possuírem uma formação de espectro mais alargado em que se complementam as áreas tradicionais da engenharia de máquinas com outras matérias provenientes da electrotécnia, da informática, dos materiais, da gestão industrial e do ambiente.

O Departamento de Engenharia Mecânica do Instituto Superior Técnico acumula a experiência de várias décadas de empenhamento em atividades de ensino e investigação. A diversidade de competências e a qualidade e variedade de equipamentos laboratoriais instalados conferem ao atual Departamento de Engenharia Mecânica do Instituto Superior Técnico a excelência necessária para uma formação superior de elevada qualidade.

Objectivos

A engenharia mecânica é uma atividade profissional regulamentada pela Ordem dos Engenheiros (OE) que se consubstancia na aplicação de conhecimentos teóricos, práticos e experimentais, enquadrados por constrangimentos de natureza económica, social, ética e ambiental, à conceção, projeto, fabrico, controlo e gestão de produtos, processos, equipamentos e sistemas energéticos e tecnológicos. A licenciatura em engenharia mecânica está organizada num modelo de ciclo de estudos com a duração total de 6 semestres. O plano curricular foi elaborado com o objetivo de apostar numa formação de base longa e multidisciplinar ao nível das ciências básica de engenharia, procurando expor os alunos às principais áreas de conhecimento da engenharia mecânica através da realização de pelo menos um total de 12 ECTS de UCs de cada uma destas áreas.

No final da licenciatura em engenharia mecânica os estudantes deverão ter obtido uma formação sólida em ciências básicas e em ciências de engenharia alicerçadas num conhecimento científico e tecnológico atualizado que lhes permitirão:

• Desenvolver competências para, de uma forma criativa, crítica, autónoma e interdisciplinar, conceber, projetar, fabricar e operar sistemas e produtos de engenharia mecânica;

• Aplicar os conhecimentos e a capacidade de compreensão adquiridos na resolução de problemas em situações novas e não familiares, em contextos alargados e multidisciplinares;

• Adotar uma atitude profissional, adulta e responsável como cidadãos informados que possuam uma sólida formação científica, técnica, humana e ética;

• Compreender que a engenharia mecânica é uma área do conhecimento extremamente vasta e interdisciplinar que exige uma atualização permanente ao longo da vida.



Destinatários

Todos os candidatos que tenham realizado o ensino secundário e as provas de ingresso de "Matemática A" e de "Física e Química" cuja nota de candidatura cumpra a condição de nota mínima em vigor.

Saídas Profissionais

Os engenheiros mecânicos têm grande facilidade em integrar-se no mercado de trabalho, uma vez que as entidades empregadoras continuam a procurar nesta formação superior de espectro alargado as boas qualidades sistematicamente demonstradas ao longo dos tempos pelos seus profissionais.

As saídas profissionais dos engenheiros mecânicos são extremamente diversificadas merecendo destaque:

  • os gabinetes de projecto,
  • as indústrias de fabricação de equipamentos mecânicos e térmicos,
  • as empresas de produção de energia e climatização,
  • as actividades de manutenção e gestão de operações,
  • as tarefas de avaliação de projectos e consultoria em empresas de serviços (bancos e seguradoras),
  • as actividades técnico-comerciais,
  • os laboratórios de investigação e de desenvolvimento industrial.


Regime de Funcionamento

O 1º Ciclo em Engenharia Mecânica tem a duração de 6 semestres (3 anos), correspondentes a 180 ECTS, e é composto pelas seguintes componentes curriculares:

As disciplinas da componente fundamental asseguram os conhecimentos base em:

  • Matemática
  • Física
  • Programação
  • Química

A formação específica pretende complementar os conhecimentos fundamentais, introduzindo temáticas em:

  • Ciências da Especialidade (exemplos: ciência de materiais, mecânica dos sólidos, mecânica dos materiais, entre outras)
  • Ciências da Engenharia (exemplos: termodinâmica, mecânica de fluídos, processos de fabrico, automação industrial, entre outras)

A componente humanista, transversal a todos os cursos, visa compreender melhor a nossa sociedade para que o engenheiro possa criar valor e dar resposta aos seus desafios recorrendo ao seu conhecimento científico e tecnológico, de forma mais adequada e contextualizada.

O aluno pode escolher disciplinas, oferecidas em várias faculdades da ULisboa, de áreas como Gestão, Economia, Letras, Psicologia, Artes Visuais ou Desporto, entre outras.


De forma a integrar o máximo de conhecimentos adquiridos na licenciatura, desafia-se ao aluno trabalhar num tema da Engenharia Mecânica que poderá ter por base um desafio real cuja solução será desenvolvida em equipa.

Coordenadores

2021/2022
Luis Reis
luis.g.reis@tecnico.ulisboa.pt

A informação contida nesta página é da responsabilidade da equipa de coordenação do curso.