Dissertação

Coastline evolution at the south of the Figueira da Foz harbour: Application of a mathematical computational model Application of a mathematical computational model EVALUATED

O objectivo desta dissertação é analisar o impacto que a extensão do molhe norte do porto da Figueira da Foz em Portugal vai provocar no trecho de costa localizado imediatamente a jusante do molhe sul do porto até ao esporão de Costa de Lavos. A extensão do molhe norte do porto em 400m irá reduzir o transporte longitudinal de sedimentos, assumido na ordem dos 1x10^6 m^3/ano no sentido norte-sul, que alimenta as praias a sul do porto e que destabilizaraá o actual equilíbrio da linha de costa. O transporte longitudinal de sedimentos depende do clima de agitação marítima perto da linha de costa e portanto o primeiro passo é a propagação do clima de agitação ao largo do Cabo Mondego para perto da costa através de um modelo matemático computacional, SWAN. Com as condições perto da linha de costa é possível calcular o gradiente do transporte longitudinal sedimentar ao longo do trecho através do modelo matemático computacional UNIBEST-LT. Os calculos do transporte longitudinal permitem a simulação da evolução da linha de costa recorrendo novamente a um modelo matemático computacional, UNIBEST-CL. Os resultados mostram que os pontos críticos em termos de erosão são imediatamente a jusante do molhe sul e do campo de esporões (no sentido norte-sul) e que o campo de esporões e o esporão de Costa de Lavos contribuirão para o controle da erosão. Poderá ser importante monitorizar a evolução e as condições das estruturas presentes, tais como os paredões a jusante do molhe sul e junto aos esporões.
Evolução da linha de costa, Clima de agitação, Propagação do clima de agitação, Transporte longitudinal

Novembro 9, 2007, 14:0

Publicação

Obra sujeita a Direitos de Autor

Orientação

ORIENTADOR

António Alexandre Trigo Teixeira

Departamento de Engenharia Civil e Arquitectura (DECivil)

Professor Auxiliar