Dissertação

Influência da Molhagem após Compactação no Comportamento de um Aterro da Auto-Estrada A10 (BRISA) EVALUATED

O estudo que se apresenta consiste na análise de assentamentos de aterros rodoviários durante a construção e em serviço. Foi analisado um aterro inspirado num aterro da Auto-Estrada A10 (Sublanço Arruda dos Vinhos/Carregado), construído com margas e margas tratadas com cal. Trata-se de um aterro especial pois as margas são materiais evolutivos conhecidos pelas suas características hidromecânicas apresentarem degradação no tempo, para além de apresentarem algum potencial expansivo. As acções meteorológicas são as principais causas de degradação das margas, sendo as mais importantes os ciclos de molhagem-secagem devido à chuva. Foi efectuado um modelo numérico onde se simulou a construção do aterro para analisar os efeitos da rigidez introduzida pelo tratamento com cal, seguida da sua molhagem por entrada de água da chuva pela superfície dos taludes, para analisar a relevância nas deformações em serviço dos assentamentos devidos a fenómenos expansivos. O programa de cálculo utilizado foi o Code Bright, pois permite fazer uma análise hidromecânica acoplada que inclui as deformações devidas à molhagem. Para a caracterização do modelo numérico foram realizados ensaios laboratoriais no Instituto Superior Técnico (ensaios edométricos, medição do coeficiente de permeabilidade, ensaios de compressão uniaxial e ensaios triaxiais). Tendo em consideração os dados obtidos experimentalmente e os resultados do modelo numérico foi possível concluir que, apesar do tratamento das margas com cal rigidificar o comportamento do aterro, é possível que não se justifique a sua utilização pois as margas utilizadas apresentam um baixo comportamento expansivo e as deformações verificadas devido à molhagem são irrelevantes.
Aterro, Margas, Tratamento com Cal, Expansibilidade/colapso, Compressibilidade, Molhagem

Novembro 9, 2007, 14:0

Publicação

Obra sujeita a Direitos de Autor

Orientação

ORIENTADOR

Emanuel José Leandro Maranha das Neves

Departamento de Engenharia Civil e Arquitectura (DECivil)

Professor Catedrático