Breve Introdução

A engenharia Biomédica usa os intrumentos da Engenharia tradicional para analisar e resolver os problemas da medicina fundamental e da clínica médica, e aplica tecnologia avançada aos problemas complexos do sistema de saúde. Uma das poucas coisas que se pode garantir para o mercado do Século XXI é que a Engenharia Biomédica terá aí um lugar do maior relevo. É nesse espaço que se move a LEBM. A LEBM é coordenada pelo Departamento de Física do IST e beneficia da participação da maioria dos outros departamentos do IST.

A Engenharia Biomédica interessa-se por questões do tipo: Como se movem as Células? Como funciona o sistema nervoso? Como trabalha o cérebro? Como se contraem os músculos? Como se bloqueiam genes?

Historial

O princípio fundamental que presidiu à organização curricular e pedagógica desta licenciatura foi o de assegurar um ensino de alta qualidade, tanto do ponto de vista teórico como experimental, numa área que irá necessariamente ter grande expansão.

A LEBM é coordenada pelo Departamento de Física do IST e irá beneficiar da participação de outros departamentos do IST. A formação na área das ciências médicas será assegurada pela Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, ao abrigo de um Protocolo de Colaboração assinado pelas duas instituições em 21 de Fevereiro de 2000.

Objectivos

A Licenciatura em Engenharia Biomédica (LEBM) tem por objectivo principal a formação de profissionais qualificados nas áreas multidisciplinares das ciências e tecnologias biológicas e médicas, capazes de intervir criativamente nas tecnologias biomédicas do futuro.

A LEBM é uma Licenciatura transversal, fornecendo uma formação básica e rigorosa em Física,Matemática, Biologia, Química, Ciências da Medicina e Engenharia.

A formação na área das ciências médicas é assegurada pela Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa (FML), ao abrigo de um Protocolo de Colaboração assinado pelas duas instituições em 21 de Fevereiro de 2000. As aulas das cadeiras da área de ciências médicas têm lugar um dia por semana na Faculdade de Medicina.

A organização curricular e pedagógica desta licenciatura proporciona um ensino de alta qualidade, tanto do ponto de vista teórico como experimental.

A licenciatura tem a característica única de abranger várias áreas científicas e técnicas ligadas a sistemas biológicos e processos clínico, dos modelos à medicação quantitativa e monitorização: Física de Fenómenos de Transporte e Difusão, Controle de sinais e sistemas, Mecânica de fluídos e sólidos, ciência dos Materiais, Fisiologia, Bioquímica; Genética Molecular, ciências de Computação e Simulação Matemática.

Os alunos da LEBM têm sido os alunos com nota mínima de entrada mais alta do I.S.T: (2001: 17,35, 2002: 18,03).

Saídas Profissionais

Actividades de inovação na área das ciências e tecnologias Biológicas e Médicas avançadas, numa ou mais das três vertentes económico-profissionais possíveis: Clínica (uso e adaptação de instrumentação para diagnóstico e terapêutica; análise de Risco e Segurança), Científica (desenvolvimento de modelos, projectos de instrumentação, processos de análise e controle) e Industrial (produção e teste de qualidade de instrumentação).

Estas actividades são desenvolvidas em Universidades e Instituições de Ensino Superior, Centros Médicos e Hospitalares, Empresas Farmacêuticas, Empresas de Instrumentação Médica e Centros e Institutos de Investigação, e ocorrem em áreas como a Imagiologia Médica, Instrumentação Biológica e Médica, Bioengenharia Celular e Molecular, Biosistemas, Biosensores, Radiomedicina, Implatologia e Próteses, Nanotecnologias e Micromáquinas, Biomedicina Espacial...

Coordenadores

2007/2008
Maria Teresa Haderer de la Peña Stadler
teresa.pena@tecnico.ulisboa.pt

A informação contida nesta página é da responsabilidade da equipa de coordenação do curso.