Dissertação

Validação Interna dos Métodos de Determinação de Deoxinivalenol e Zearalenona por HPLC com Purificação por Colunas de Imunoafinidade: Pesquisa de deoxinivalenol e zearalenona em milhos e alimentos compostos para animais Pesquisa de deoxinivalenol e zearalenona em milhos e alimentos compostos para animais EVALUATED

A presença de micotoxinas nos alimentos representa um grave problema de segurança sanitária. Os alimentos susceptíveis de estarem contaminados têm de ser objecto de controlos regulares. No presente estudo validaram-se internamente dois métodos de determinação de deoxinivalenol (DON) e zearalenona (ZEN) respectivamente, por Cromatografia Líquida de Alta Resolução (HPLC), com purificação por colunas de imunoafinidade, segundo duas metodologias diferentes. Estabeleceram-se as gamas de trabalho, rectas de calibração e respectivas linearidades e calcularam-se os limiares analíticos e as características de desempenho. Os limites de detecção e quantificação obtidos foram, respectivamente, de 0,03 mg/kg e 0,091 mg/kg para DON e 0,034 mg/kg e 0,104 mg/kg para ZEN. Os valores de CCalfa e CCbeta obtidos foram 0,190 mg DON /kg e 0,277 mg DON /kg e 0,057 mg ZEN/kg e 0,077 mg ZEN/kg , respectivamente. As percentagens de recuperação variaram entre 73,0 e 144,6% para DON e 73,7 e 122,7% para ZEN. Os valores do desvio padrão relativo da repetibilidade (RSDr ) variaram entre 5,9 % e 37,0 % e os resultados de Horratr ,situaram-se entre 0,30 e 1,48. Os métodos adoptados revelaram-se adequados às características das matrizes analisadas.
validação, deoxinivalenol, zearalenona, alimentos compostos, milho

Maio 17, 2007, 9:30

Publicação

Obra sujeita a Direitos de Autor

Orientação

ORIENTADOR

Helena Maria Rodrigues Vasconcelos Pinheiro

Departamento de Engenharia Química e Biológica (DEQB)

Professor Auxiliar