Dissertação

Remoção de Cobre de Lixívias Sulfúricas por Cementação EVALUATED

Efectuaram-se estudos de cementação de cobre aplicada à lixívia sulfúrica obtida na lixiviação de um concentrado de zinco da Somincor. Como metal redutor foi escolhido o zinco, por ser quimicamente mais favorável e não adicionar novos contaminantes à lixívia. Para tal, começou por se utilizar soluções sintéticas, tendo sido estudadas as seguintes variáveis: o pH, a dosagem de zinco, a concentração inicial em cobre, a temperatura, a velocidade de agitação, a presença de Zn2+, Fe3+ e Fe2+ em solução, a granulometria do metal redutor e a atmosfera reaccional. As condições mais favoráveis para a cementação do cobre são: [Cu2+]i=250 ppm, T=50ºC, v=400 rpm. Verificou-se que na presença de 40g/L de Zn2+ pode ocorrer a redissolução do cemento, mais drástica quando se utiliza pó metálico. Contudo, este fenómeno não foi observado na presença do ferro. A cinética é favorecida quando se adiciona este metal na forma de Fe2+. Foi possível também reduzir os teores de ferro em solução para valores próximos de 0, sendo a cinética deste elemento mais lenta que a do cobre. No final foi realizado um ensaio com uma lixívia real. Concluiu-se assim que a cementação pode ser utilizada para purificar a lixívia após a fase de extracção do ferro e do cobre e antes do andar de extracção do zinco. A sua aplicação a uma lixívia real contendo 67 mg/L em cobre, 582 mg/L em ferro(II), e 11 g/L em zinco, permitiu remover a totalidade do cobre presente e obter concentrações residuais de ferro de 0,02 mg/L.
Cementação; Concentrado de zinco; Lixívias sulfúricas; Cobre; Zinco metálico

Novembro 14, 2007, 15:0

Publicação

Obra sujeita a Direitos de Autor

Orientação

CO-ORIENTADOR

Maria Joana Castelo-Branco de Assis Teixeira Neiva Correia

Departamento de Engenharia Química e Biológica (DEQB)

Professor Auxiliar

ORIENTADOR

Jorge Manuel Rodrigues de Carvalho

Departamento de Engenharia Química e Biológica (DEQB)

Professor Associado