Dissertação

Definição de uma metodologia para a avaliação de riscos ambientais, no âmbito da directiva Seveso II: Aplicação a um caso prático Aplicação a um caso prático EVALUATED

Exigida no âmbito do relatório de segurança a submeter pelos operadores dos estabelecimentos de nível superior, abrangidos pelo Decreto-lei n.º 254/2007, a avaliação de riscos ambientais constitui uma importante ferramenta de prevenção e controlo de acidentes graves com consequências para o meio ambiente. Neste sentido, o presente trabalho incluiu um levantamento das metodologias e abordagens actualmente existentes no que diz respeito à avaliação do risco ambiental, ao nível da União Europeia, assim como a selecção de duas destas ferramentas para posterior aplicação a um caso prático de um estabelecimento fictício ? a metodologia proposta pela Protecção Civil Espanhola e o Índice H & V. Estas metodologias abrangem a fase de estimativa da gravidade das consequências ambientais de determinados cenários acidentais, tendo sido analisados nove cenários, envolvendo a libertação para a Ria de Aveiro de diferentes substâncias. No caso da metodologia espanhola, foi aplicada uma abordagem de análise segundo quatro pontos: fontes de risco, sistemas de controlo primário, sistemas de transporte e receptores vulneráveis; no caso do Índice H & V, a avaliação cingiu-se à caracterização simples da perigosidade das substâncias e da vulnerabilidade da envolvente afectada. Estas aplicações permitiram identificar algumas inconsistências ao nível da metodologia espanhola, nomeadamente no que diz respeito à obtenção de parâmetros como a biodegradação primária e o factor de bioconcentração de misturas e à modelação de derrame no meio aquático de substâncias puras. No seguimento destas aplicações é apresentado um conjunto de recomendações para a definição de uma metodologia de avaliação de riscos ambientais.
avaliação de risco, substâncias perigosas, consequências ambientais

Novembro 22, 2007, 10:0

Publicação

Obra sujeita a Direitos de Autor

Orientação

CO-ORIENTADOR

Maria do Carmo Palma

Agência Portuguesa do Ambiente

Especialista

ORIENTADOR

João Miguel Pires Ventura

Departamento de Engenharia Mecânica (DEM)

Professor Auxiliar