Plano Curricular

LEA 2003 desde 2003

A formação proporcionada pela licenciatura representa um largo espectro de matérias afins da Engenharia Mecânica e Electrotécnica e de Computadores, com ênfase numa cobertura equilibrada dos aspectos mais avançados. Nos dois primeiros anos incluiem-se conhecimentos básicos de Matemática, Física, Química e Materiais, Computação, e fundamentos de Mecânica e Electrotecnia. Nos restantes processa-se a uma separação em dois ramos, o de Aeronaves, com maior incidência em aerodinâmica, propulsão e estruturas; e o de Aviónica, incidindo sobre o controlo, electrónica e equipamentos.

Ambos os ramos possuem como área fundamental a integração de veículos aeroespaciais, incluindo dinâmica de voo e órbitas, ensaios e projecto. Das 50 disciplinas inseridas na licenciatura, 33 são comuns e 17 específicas dos ramos. Para além dos meios de cálculo e laboratórios do IST, e a par do avião de ensaios de voo, o curso beneficia de outras infraestruturas complementares de ensaio e desenvolvimento, algumas das quais se prevê que venham a ser instaladas a partir do ano 2000. Entre as últimas inclui-se um simulador de voo de aviões e um túnel aeroacústico. Nos últimos anos tem-se concretizado o intercâmbio de estudantes com outras universidades europeias, designadamente a SupAero em França, a Delft na Holanda, a Sheffield em Inglaterra e a Munique na Alemanha, assim como estágios em empresas nacionais e instituições internacionais. Estes intercâmbios demonstram que a licenciatura está ao nível das suas congéneres estrangeiras.

Ramo de Aeronaves

O Engenheiro especializado em Aeronaves ocupa-se fundamentalmente dos aspectos mecânicos. Investiga, por exemplo, a forma das asas, o tipo apropriado de motor, os materiais a utilizar e a própria estrutura do veículo.

Ramo de Aviónica

O campo da Aviónica incide principalmente sobre os sistemas electrónicos e computadores usados a bordo do avião que permitem o controlo do voo ou a comunicação com o solo, entre variadissimas aplicações.

Programa do Curso

No 5º ano os alunos escolhem 2 disciplinas de opção que poderão ser seleccionadas entre disciplinas da própria Licenciatura, da Licenciatura de Engenharia Mecânica ou Engenharia Electrotécnica e de Computadores.

Duplo Grau LEA/IST e SupAero

O convénio entre a LEA e a SupAero permite obter os dois diplomas em 11 semestres, em 5 anos e meio, segundo duas possibilidades, a saber:

Para o aluno que ingresse no IST:

  • Os seis primeiros semestres da LEA, seguidos de quatro semestres na SupAero, e um semestre no IST;
  • Os oito primeiros semestres da LEA, seguidos de dois semestres na SupAero, e um semestre no IST.

O programa europeu Erasmus pode financiar até 2 semestres na SupAero.

Os alunos da LEA podem frequentar disciplinas da SupAero nas seguintes áreas:

  • Propulsion et Aerodynamique
  • Structures
  • Energetique
  • Automatique
  • Systèmes Embarquées
  • Informatique
  • Imagerie Spatiale
  • Telecommunications
  • Ingenierie Financiere
  • Avionique et Architecture Informatique de Vehicules Spatiaux
  • Conduite de Projet et Logistique.

Os alunos da SupAero podem frequentar disciplinas dos 4º e 5º anos da LEA/IST.


A informação contida nesta página é da responsabilidade da equipa de coordenação do curso.