Breve Introdução

As actividades lectivas, de investigação e desenvolvimento (I&D) e prestação de serviços, realizadas pelo Departamento de Engenharia de Minas e Georrecursos (DEMG), enquadram-se em 3 áreas científicas, a saber:

 

Geociências

Geoengenharia

Recursos Naturais e Ambiente

 

À área científica de Geociências estão associadas as disciplinas fundamentais das Ciências da Terra (Mineralogia e Geologia, Geoquímica e Pedologia,  Geofísica e Hidrogeologia). Incluem-se ainda as disciplinas que permitem aplicar metodologias fundamentais ao diagnóstico e estudo quantitativo de processos e mecanismos de alteração dos materiais pétreos, quer em ambiente exógeno, quer endógeno.

 

A área científica de Geoengenharia agrupa os domínios do conhecimento ligados às metodologias e técnicas que envolvem problemas de concepção, dimensionamento e execução de projectos de engenharia no domínio das obras geotécnicas e das explorações minerais, enquadrados na perspectiva do aproveitamento sustentável dos recursos minerais e geológicos. Os domínios do conhecimento repartem-se por três grandes vertentes (sub-áreas): Geotecnia, Exploração de Minas e de Pedreiras e Prospecção Geofísica e Sondagens.

 

A área científica de Recursos Naturais e Ambiente compreende os instrumentos matemáticos de apoio à modelação, planeamento e gestão de recursos naturais, atendendo à sua inserção ambiental na óptica da sua exploração/conservação (vertentes de Geosistemas e Geomática e Planeamento e Gestão de Recursos Naturais e Sistemas Ambientais), e as metodologias/tecnologias para a sua beneficiação, reciclagem e tratamento de resíduos resultantes da sua extracção (vertente da Valorização de Matérias-Primas Minerais e Resíduos Sólidos).

Historial

O Departamento de Engenharia de Minas e Georrecursos (DEMG) do IST está entre os primeiros a propor cursos de formação avançada, quer ao nível do actual Mestrado em Georrecursos, quer ao nível da formação de Doutores.

Em 1981/82, o DEMG, à semelhança dos demais Departamentos de então, propôs o primeiro Curso de Mestrado em Mineralurgia e Planeamento Mineiro, mais tarde reformulado em Curso de Mestrado em Georrecursos, face à requalificação, entretanto operada, do seu corpo docente e à reconhecida necessidade de alargar o âmbito da formação avançada. O primeiro Curso de Mestrado teve a participação de Professores da Universidade de Leeds (Inglaterra).

Após a publicação do Estatuto da Carreira Docente Universitária (ECDU), em finais de 1979, o DEMG iniciou um ciclo acelerado de formação de Doutores, de modo a garantir, numa primeira fase, a qualificação do seu corpo docente e, numa segunda etapa, a sustentação de cursos de formação avançada.

Estatísticas do Programa de Doutoramento

Balanço relativo ao período de 1981/82 a 2005 (inclusivé), da formação, e em vias de formação, de novos Doutores em Engenharia de Minas e em Engenharia de Minas e Georrecursos.

Teses concluídas

Teses em curso

(final de 2005)

Total

52

12

64

Balanço da Formação de Doutores (1981/82-2005)

As 52 teses concluídas no período em balanço, corresponde a uma média que excede, ligeiramente, 2 novos doutores por ano.

Correntemente, depois da implementação da reforma de Bolonha, estão em curso, 14 teses de doutoramento.

Objectivos

Promover a especialização e o aprofundamento do conhecimento científico nas áreas científicas de Geociências , Geoengenharia e Recursos Naturais e Ambiente.

Destinatários

Podem candidatar-se ao Programa de Doutoramento em Georrecursos alunos com o grau de Mestre em Engenharia Geológica e de Minas e afins ou com um curso de licenciatura de 5 anos em Engenharia de Minas, Engenharia de Minas e Georrecursos, Engenharia Geológica, Geologia, Engenharia e Ciências do Ambiente e afins.

Saídas Profissionais

Os detentores do grau de Doutor em Georrecursos poderão exercer a sua actividade em instituições de ensino superior, laboratórios de investigação ou empresas.

Coordenadores

2018/2019
Fernando De Oliveira Durão
fdurao@tecnico.ulisboa.pt

A informação contida nesta página é da responsabilidade da equipa de coordenação do curso.