Breve Introdução

O Doutoramento em Restauro e Gestão Fluviais destina-se a desenvolver e aplicar conhecimentos científicos da área das ciências do ambiente, ecologia, engenharia e urbanismo, à gestão e recuperação da qualidade ecológica fluvial, realizada a diferentes escalas espaciais, desde o microhabitat a segmentos de rios e bacias hidrográficas, contribuindo, assim, para o desenvolvimento sustentável e para a conservação dos recursos naturais. É dada ênfase aos sistemas fluviais de zonas Mediterrâneas, que apresentam especificidades próprias.

Historial

O Doutoramento em Restauro e Gestão Fluviais reúne um corpo docente de elevado nível científico, com conhecimentos teóricos e experiências de aplicação, no âmbito dos temas abordados, congregando elementos de três instituições da UTL: IST, ISA e FA. Para além disso, contará com as contribuições lectivas de docentes da Univ. da Califórnia, Berkeley e da Univ. Politécnica de Madrid, que representam uma importante mais valia científica, de aplicações práticas e de casos de estudo em sistemas fluviais Mediterrâneos não portugueses.

Objectivos

O Doutoramento em Restauro e Gestão Fluviais destina-se a desenvolver e aplicar conhecimentos científicos nas áreas da restauração e fluvial e da qualidade ecológica das linhas de água, contribuindo para o desenvolvimento sustentável da sociedade e para a conservação dos recursos naturais. Será dada ênfase aos sistemas fluviais de zonas Mediterrâneas.

Destinatários

O Programa de Doutoramento é acessível a estudantes portugueses e estrangeiros interessados no estudo dos ecossistemas Mediterrânicos e que pretendam desenvolver os seus conhecimentos e capacidades científicas (Diploma de Estudos Avançados) ou desenvolver trabalho de investigação relacionado com o tema do curso (obtenção do grau de Doutor).

Podem inscrever-se candidatos licenciados (pré-Bolonha) ou Mestres (Bolonha) nas áreas de Engenharia Civil, Engenharia do Ambiente, Biologia e Ecologia, Engenharia Agronómica ou Florestal, Arquitectura e Arquitectura Paisagista, ou cursos afins.

Saídas Profissionais

As saídas profissionais para os Doutores em Gestão e Restauro Fluviais são não só o ensino e a investigação, mas também instituições públicas e privadas com interesses na gestão dos rios e no projecto e aplicação de medidas de restauro e requalificação fluvial, bem como a sua monitorização.

Coordenadores

2018/2019
António Alberto Do Nascimento Pinheiro
antonio.pinheiro@tecnico.ulisboa.pt

A informação contida nesta página é da responsabilidade da equipa de coordenação do curso.