Breve Introdução

O Doutoramento em Alterações Climáticas e Políticas de Desenvolvimento Sustentável é uma iniciativa conjunta da Universidade de Lisboa, da Universidade Técnica de Lisboa e da Universidade Nova de Lisboa, com o apoio e colaboração da Universidade de East Anglia, no Reino Unido, e enquadra-se numa área das engenharias com relações fortes com as áreas da economia, do direito, da política e da ética. Da Universidade Técnica de Lisboa, participam neste programa de doutoramento o Instituto Superior Técnico e o Instituto Superior de Agronomia.

Historial

Terá lugar no ano lectivo 2011/2012 a terceira edição do  programa de Doutoramento em Mudanças Climáticas e Políticas de Desenvolvimento Sustentável, e que funcionará nas instalações do Instituto Superior Técnico da Universidade Técnica de Lisboa.

Objectivos

O objectivo principal deste programa de doutoramento é formar especialistas capazes de contribuir de forma significativa e empenhada para identificar, analisar e pôr em prática novas estratégias de desenvolvimento sustentável no quadro do risco crescente de alterações climáticas antropogénicas durante o século XXI.

Destinatários

a)   Os titulares de grau de mestre ou equivalente legal nas áreas de ciências sociais e humanas, ciências físicas e naturais e engenharias.

b)   A título excepcional, os titulares de grau de licenciado ou equivalente legal, detentores de um currículo académico, científico ou profissional especialmente relevante que seja reconhecido como atestando capacidade para a realização deste ciclo de estudos pela Comissão Científica do Programa de Doutoramento nas mesmas áreas referidas na alínea a).

Saídas Profissionais

Nomeadamente , entre outros, profissionais da Administração Pública, Regional e Local, de  Instituições de Ensino Superior e Laboratórios de Investigação e de Entidades Gestoras de serviços de águas e de energia.

Regime de Funcionamento

Semestralmente, sexta-feiras à tarde ( e 14:00-20:00) e sábado de manhã (9:00-13:00).

Propinas

O emolumento a pagar pela candidatura é de 50 € (cinquenta euros) não havendo lugar à sua devolução, caso o candidato seja excluído ou não seja seleccionado.  

O valor da propina para o ano lectivo de 2011/2012 está fixado em € 2750 (dois mil, setecentos e cinquenta euros). A propina poderá ser paga em duas prestações, na  Secretaria de Pós-Graduação e Formação Continua do Instituto Superior Técnico).

Coordenadores

2018/2019

A informação contida nesta página é da responsabilidade da equipa de coordenação do curso.